terça-feira, 16 de julho de 2013

Mudança de estratégia

Esse ano começou eufórico para mim. Recém casada, vida social agitada, pela primeira vez trabalhando na área que escolhi, com uma renda razoável e muita disposição para investir. Tudo parecia perfeito. Tracei uma estratégia agressiva e passei a investir pesado, principalmente em renda variável. Tinha estudado bastante o ano anterior e acreditava estar preparada para o mercado de ações. No início foi tranquilo, ações subindo, mesmo que pouco, mês a mês. Meu desinvestimento secreto ia caindo, mas acreditava fielmente numa recuperação. Patrimônio crescendo acima da expectativa. Confiança lá no alto.

Ai veio a crise na bolsa. Minha ações começaram a cair, meu desinvestimento foi por água abaixo. Tá certo que não foi uma crise tão forte comparada ao passado. Tá certo que talvez ela esteja só começando, ou ainda seja parte da anterior. Mas ela não veio só. No mesmo período tive algumas amizades abaladas, descobri COMO a vida a dois é difícil, percebi que uma boa inserção no mercado de trabalho é mais difícil do que eu pensava. Tudo ao mesmo tempo. Fiquei abalada. Passei a produzir pouco. Meus dias não rendiam nada. 

Tirei um tempo pra pensar. Redefini o conceito de amizade e descobri quem são as pessoas realmente importantes para mim. Melhorei a convivência com o marido. Busquei ajuda especializada para melhorar os meus pontos fracos e ter uma melhor inserção no mercado de trabalho. E junto com isso refiz a minha estratégia de investimento. Estava com apenas 20% do meu patrimônio em renda fixa. Sendo que uma parte grande em títulos do tesouro de longo prazo. 

Essa estratégia agressiva não combina com o meu perfil e não estava de acordo com as minhas metas. Seria válida se tivesse como único objetivo a aposentadoria, mas tenho metas menores de curto e médio prazo (ter um bebê, comprar um apartamento)... Defini então que daqui pra frente tentarei manter uma divisão de 50% em renda fixa e 50% em renda variável. Óbvio que não sou louca de sair vendendo minhas ações agora que elas estão em baixa. As mudanças serão feitas somente com "dinheiro novo". E gradualmente, não dá pra deixar de comprar algumas ações por mês agora que eles estão tão baixas.

Vou tentar dividir em títulos pré-fixados de curto prazo (pro futuro bebê), títulos pós-fixados que pagam juros, uma parte pequena em poupança, que posteriomente será transferida para um CDB (não tenho reserva de segurança). Pensei também em comprar alguns debêntures, mas por enquanto ainda tenho pouca informações sobre eles. Algum blogueiro investe e pode me passar sua experiência?

 Aguardo os cometários de vocês!

10 comentários:

  1. debenture é roubada... titulo por titulo, fica no tesouro que pelo menos o calote é menor... depois voce compra um titulo da OGX ai e fica com o cheque sem fundo na mão...

    compre LTN ou NTN-F com vencimentos para 15, 16 ou 2017.

    compre ações de dividendos como cemig, geti, e, bbas, cruz e ciel (dy mais baixo, mas lucro e crescimento certo).

    boa sorte!

    O UM amigo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Na verdade debênture paga-se primeiro do que o lucro aos acionistas (credores primeiro, sempre!)

      Se a empresa for lucrativa, o risco é bem baixo.

      Mas concordo que tem q haver um spread com os títulos públicos; a Rodovias Tietê (ou algo assim), tá pagando IPCA+7%

      Bastante interessante, mas tem q estudar a empresa.

      []s

      Excluir
    2. *paga-se primeiro do que os dividendos aos acionistas

      Excluir
  2. se não ta se sentindo confortável o ideal é baixar a exposição ao mercado mesmo, atitude bastante inteligente!@!!

    ResponderExcluir
  3. Tem que fazer uma reserva de segurança, deixar a carteira toda exposta é complicado.

    E Quem investiu em títulos de longo prazo já percebeu que eles não são tão RF assim (to nessa).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. é dois então... kkk

      O UM amigo

      Excluir
  4. que sera esse investimento secreto que ela tanto fala?

    ResponderExcluir
  5. Tomar várias pauladas de uma vez é bom de vez em quando, como diria meu avô, deixa agente vêiaco!

    Debentures eu passo, não sei nada...

    Boa sorte nos investimentos e no dia a dia :D

    Uta!

    ResponderExcluir
  6. Conta pra gente esse desinvestimento secreto.
    Estamos todos curiosos.
    E boa sorte nos INVESTIMENTOS.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vou contar! Só não consegui organizar ele num post decente ainda!

      Mas, por favor, não crie expectativas! É um investimento bem comum, só não deu certo...

      Excluir